28/02/2024 às 11h23min - Atualizada em 28/02/2024 às 11h23min

Justiça Federal condena oito pessoas por lavagem de dinheiro em esquema de contrabando de cigarros no RN

Operação Smoke Route revela ocultação de mais de R$ 245 milhões por meio de contas bancárias e empresas de fachada

Foto Ilustrativa: José Cruz/Agência Brasil
A Justiça Federal do Rio Grande do Norte condenou oito pessoas por lavagem de dinheiro em um esquema de contrabando de cigarros no estado. A ação penal, proposta pelo Ministério Público Federal (MPF), desvendou um complexo esquema criminoso que movimentou mais de R$ 245 milhões entre 2018 e 2020.

A Operação Smoke Route, deflagrada em junho de 2020, revelou que o grupo utilizava mais de 88 contas bancárias para dissimular a origem ilícita dos valores, muitas delas em nome de terceiros ou de empresas de fachada. Além disso, foram identificadas outras técnicas empregadas, como a fragmentação de operações bancárias e a utilização de "laranjas" para aquisição de bens e veículos.

Segundo a denúncia do MPF, uma empresa varejista, registrada no ramo de bomboniere e tabacaria, foi recorrentemente utilizada para a lavagem de capitais. Apesar de sua modesta estrutura, a quebra de sigilo bancário revelou que mais de R$ 80 milhões foram movimentados em suas contas num período de 18 meses, valores incompatíveis com a atividade comercial declarada.

A operação teve início com a apreensão de mais de 68 mil pacotes de cigarros estrangeiros em situação irregular no Brasil, avaliados em R$ 3,4 milhões. A partir dessa apreensão, diligências subsequentes levaram à identificação dos membros da organização criminosa. Durante o cumprimento de mandados de busca e apreensão, foram apreendidos celulares que continham conversas e dados que corroboraram com as investigações.

A sentença foi proferida pela 12ª Vara da Justiça Federal no Rio Grande do Norte, mas cabe recurso da decisão. A condenação reforça o compromisso das autoridades em combater os crimes de lavagem de dinheiro e contrabando, garantindo a integridade do sistema financeiro e a ordem pública.

Fonte: MPF/RN

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp