26/01/2023 às 14h47min - Atualizada em 26/01/2023 às 14h47min

TJRN nega prisão preventiva de Wendel Lagartixa

Decisão manteve medidas cautelares aplicadas aos denunciados

Wendel Lagartixa teve prisão negada pelo TJRN em julgamento hoje (26) (Reprodução)
O Tribunal de Justiça julgou, e negou, pedido de prisão feito pela Procuradoria Geral de Justiça contra Wendell Lagartixa, João Maria da Costa Peixoto, Francisco Rogério da Cruz e Roldão Ricardo dos Santos Neto. Os quatro são acusados de integrar grupo envolvido em tentativa de seis homicídios qualificados, sendo três tentativas executadas.
 
O relator do caso, desembargador Saraiva Sobrinho optou por medida cautelar, especificamente o comparecimento em juízo, o impedimento de contatar testemunhas e o impedimento de deixar a comarca.
 
“Sobressaem fatos graves, os quais não justificariam a prisão, mas reclamam a imposição de cautelares diversas para garantir a ordem pública”, observou o desembargador Saraiva Sobrinho.
 
O voto do relator foi acompanhado pelo desembargador Glauber Rêgo.
 
O Caso
 
Segundo a denúncia, apresentada pelo Ministério Público, as vítimas do triplo homicídio foram mortas a tiros, dentro de um bar, no bairro da Redinha, na Zona Norte de Natal (RN). Os acusados, um policial militar da ativa, dois ex-policiais militares e um quarto indivíduo, são apontados como membros de um grupo de extermínio.
 
A acusação envolve ainda a tentativa de homicídio de outros três homens presentes ao local. Duas das vítimas – um ajudante de cozinha e um servente de pedreiro – teriam sido executadas como “queima de arquivo” por terem testemunhados uma terceira execução.
 
Em 2013, Wendel Lagartixa também foi preso na “Operação Hecatombe” da Polícia Federal, acusado de participar de um grupo de extermínio e esteve envolvido em outras investigações, como a ‘Operação Fronteira’, conduzida pela Polícia Civil.



Com informações do TJRN e do Blog do Dina

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp