30/08/2022 às 12h37min - Atualizada em 30/08/2022 às 12h37min

Projeto agilizará triagem de petições iniciais na Justiça Federal do RN

Protótipo da ferramenta desenvolvida pela Residência de Tecnologia da Informação da JFRN está em fase de testes

Servidores testam ferramenta para posterior implantação na Justiça Federal do RN (Divulgação)
A Justiça Federal do Rio Grande (JFRN) implantará, em breve, projeto de triagem de petições iniciais. Desenvolvido pelos residentes de Business Intelligence (BI) da Residência de Tecnologia da Informação da JFRN, a ferramenta está em fase de testes, com participação dos servidores das subseções de Mossoró, Assú, Caicó e Ceará-Mirim. As equipes instaladas em Natal já testaram o mecanismo. Quando iniciar a operação, o sistema promoverá mais celeridade na triagem dos processos que envolvam perícia nos juizados especiais federais.
 
Os testes realizados na atual etapa estão sendo feitos individualmente, com cada servidor, através do Teams. Além da apresentação da plataforma, os servidores estão conhecendo os meios de acesso ao sistema e como fazer a análise dos resultados obtidos. Após usar uma semana, o servidor expõe sua avaliação sobre a plataforma. 
 
Os feedbacks coletados estão sendo utilizados para verificação de eficácia, inserção de novos recursos e melhoria na plataforma que, temporariamente, está funcionando desacoplada do PJe e chama-se CEOS.
 
A ideia é que, com o avançar da execução do sistema, a ferramenta seja integrada direto com o PJe 2.x (PJeCNJ). Essa solução usa algoritmos de aprendizagem de máquina e os dados de triagens já realizadas no passado pelos servidores no sistema CRETA para construir uma solução de inteligência artificial com assertividade e eficiência.



Com informações da Justiça Federal do Rio Grande do Norte

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp