15/08/2022 às 20h44min - Atualizada em 15/08/2022 às 20h44min

MPRN não vê motivação por homofobia em morte de advogado

Conclusão ocorre após testemunhas de acusação e defesa serem ouvidas na audiência de instrução do processo, encerrada no último dia 10

Advogado Eliel Ferreira foi morto em abril deste ano, em Mossoró (Reprodução)
O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) não vê motivação por homofobia no caso do homicídio do advogado mossoroense Eliel Ferreira Cavalcante Júnior. A conclusão é do promotor de Justiça Ítalo Moreira, após ouvir testemunhas de defesa e acusação na audiência de instrução do processo, encerrada no último dia 10.
 
Com a conclusão da audiência de instrução, os três acusados de praticarem o crime, que estão presos, devem ir a júri popular. A expectativa é de que o julgamento ocorra ainda este ano.
 
Relembre o caso

Eliel Ferreira Cavalcante Júnior foi assassinado por disparos de arma de fogo no dia 9 de abril deste ano, no bairro Boa Vista, em Mossoró. Ele estava acompanhado do namorado Lucas Emanoel, que não foi atingido pelos disparados efetuados pelos acusados do crime: Ialamy Gonzaga, conhecido como Júnior Preto - que seria o responsável por atirar na vítima, Josemberg Alexandre da Silva, o “Beberg” e Francisco De Assis Ferreira da Silva, apelidado de “Neném”.
 
 

Com informações do Portal Mossoró Hoje

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp